"Se nada nos salva da morte, que o amor nos salve da vida."

domingo, 19 de julho de 2015

A morte de quem amamos é o nascimento de um amor eterno... um amor inabalável, que perdura entre dimensões, céus e mundos. É difícil explicar o inexplicável. É difícil traduzir sentimentos que ao mesmo tempo gritam e calam a minha voz. 
É difícil explicar que o que me marcou para sempre, nunca mais voltará. Conviver com lembranças que marcam, dilaceram, machucam... traduzindo tudo em saudade. Saudade do que nunca mais voltará, será eternizado pelo amor que deixou.