"Se nada nos salva da morte, que o amor nos salve da vida."

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

vai embora 2012 !!!!!!




Um brinde às rugas do nosso rosto

...

Um brinde às perdas que nos fizeram crescer...




Um brinde às amizades bem gastas,





Que nem o tempo ou a distância alteram...


Um brinde às lições ainda não aprendidas



E para as experiências que vão ensiná-las \~/



FELIZ 2013

domingo, 30 de dezembro de 2012

3 Doors Down - Here Without You


Cem dias me fizeram mais velho,
Desde o ultimo momento em que eu vi seu lindo rosto
Milhares de mentiras me fizeram mais frio
E eu não sei se eu posso ver isso da mesma maneira
Mas toda distância que nos separam
Desaparecem quando eu sonho com o seu rosto

Eu estou aqui sem você, amor
Mas você ainda está em minha mente solitária
Eu penso em você, amor
E eu sonho com você o tempo todo
Eu estou aqui sem você, amor
Mas você ainda está comigo em meus sonhos
E hoje à noite, somos só você e eu

As distâncias continuaram aumentando
Enquanto as pessoas deixam seus modos de dizer Olá
Eu ouvi que essa vida é super valorizada
Mas eu espero que ela melhore
Enquanto nós caminhamos

Eu estou aqui sem você, baby
Mas você ainda está em minha mente solitária
Eu penso em você, baby,
E eu sonho com você o tempo todo
Eu estou aqui sem você, baby
Mas você ainda está comigo em meus sonhos
E hoje à noite, somos só você e eu

Tudo que eu sei, e em qualquer lugar que eu vou
É difícil, mas isso não vai acabar com o meu amor
E quando o último cair, quando tudo isso estiver dito e feito
É difícil, mas isso não vai tirar o meu amor

Eu estou aqui sem você, baby
Mas você ainda está em minha mente solitária
Eu penso em você, baby,
E eu sonho com você o tempo todo
Eu estou aqui sem você,baby.
Mas você ainda está comigo em meus sonhos
E hoje à noite menina, somos só você e eu...



sábado, 29 de dezembro de 2012

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Once

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Eu sei


Eu sei
Tudo pode acontecer
Eu sei
Nosso amor não vai morrer
Vou pedir aos céus
Você aqui comigo
Vou jogar no mar
Flores prá te encontrar...

Não sei...
Por que você disse adeus
Guardei!
O beijo que você me deu
Vou pedir aos céus
Você aqui comigo
Vou jogar no mar
Flores para te encontrar...

Hey, Yei...
You say good-bye
And I say hello
You say good-bye
And I say hello
Oh! Oh! Uh!
Yeah! Yeah! Yeah! Yeah!
Hey! Yeah! Yeah! Yeah!
Yeah! Yeah! Yeah! Yeah!...

Não sei
Por que você disse adeus
Não sei
Guardei
O beijo que você me deu
Vou pedir aos céus
Você aqui comigo
Vou jogar no mar
Flores prá te encontrar...

Yeah! Yeah!
You say good bye
And I say hello
You say good bye
And I say hello
Oh! Oh! Oh! Oh!
Yeah! Yeah! Yeah! Yeah!
Yeah! Yeah! Yeah! Yeah!
Yeah! Yeah! Yeah! Yeah!
Uh! Uh! Uh! Uh!...


sábado, 22 de dezembro de 2012

Agora, que faço eu da vida sem você?

O destino te tirou definitivamente de mim....
Depois de tanto sufoco, tantas lutas vencidas por nós... desta vez infelismente não conseguimos vencer.
Sei que esta ai no céu cuidando de mim, mas fico tão preocupada com você, em saber como você está, com quem você está, e aonde, quando vou te encontrar de novo? Você vai me esperar? É assim que funciona? Ai em cima é como nos filmes que vimos do Chico Xavier?

Você era o único motivo o qual a minha vida fazia sentido. Desde que te conheci, você trouxe luz. 
E não perdi somente uma amiga... perdi o brilho no olhar. Metade de mim se foi e a outra metade esta aqui tentando ser forte. 
E antes, todas as vezes em que eu passava por situações difíceis, era você quem me apoiava, era no seu colo que eu sentia proteção.



Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
E te querendo eu vou tentando te encontrar
Vou me perdendo
Buscando em outros braços seus abraços
Perdido no vazio de outros passos
Do abismo em que você se retirou
E me atirou e me deixou aqui sozinho

Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
e te querendo eu vou tentando me encontrar

E nesse desespero em que me vejo
já cheguei a tal ponto
de me trocar diversas vezes por você
só pra ver se te encontro


Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
e te querendo eu vou tentando te encontrar
Vou me perdendo
Buscando em outros braços seus abraços
Perdido no vazio de outros passos
Do abismo em que você se retirou
E me atirou e me deixou aqui sozinho

Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
E te querendo eu vou tentando me encontrar

E se você apenas me abraçar forte, nos ficaremos juntos para sempre





terça-feira, 18 de dezembro de 2012

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012


É engraçado como nada mudou.
 Aiai Camillinha, a minha única preocupação é saber se esta bem, e se vamos nos ver novamente.
Hoje escutei uma música que gostava...



O coração acelerado

Cores e promessas
Como ser corajoso
Como posso amar quando tenho medo de me apaixonar
Mas ao ver você na solidão
Toda a minha dúvida de repente se vai de alguma maneira



Um passo mais perto



Eu morri todos os dias esperando você
Amor, não tenha medo
Eu te amei por mil anos
Eu te amarei por mais mil


O tempo fica parado
Há beleza em tudo que ela é
Terei coragem
Não deixarei nada levar embora
O que está na minha frente
Cada suspiro
Cada momento trouxe a isso



Um passo mais perto



Eu morri todos os dias esperando você
Amor, não tenha medo
Eu te amei por mil anos
Eu te amarei por mais mil



O tempo todo eu acreditei que te encontraria
O tempo trouxe o seu coração ao meu
Eu te amei por mil anos
Eu te amarei por mais mil



Um passo mais perto
Um passo mais perto



Eu morri todos os dias esperando você
Amor, não tenha medo
Eu te amei por mil anos
Eu te amarei por mais mil



O tempo todo eu acreditei que te encontraria
O tempo trouxe o seu coração ao meu
Eu te amei por mil anos
Eu te amarei por mais mil

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Essa é boa


Quanto tempo demora um mês


Acordei com o seu gosto
E a lembrança do seu rosto
Porque você se fez tão linda?

Mas agora você vai embora
Quanto tempo será que demora
Um mês pra passar?

A vida inteira de um inseto,
Um embrião pra virar feto,
A folha do calendário,
O trabalho pra ganhar o salário.

Mas daqui a um mês
Quando você voltar
A lua vai tá cheia
E no mesmo lugar...

Se eu pudesse escolher
Outra forma de ser
Eu seria você.

E a saudade em mim agora
Quanto tempo será que demora
Um mês pra passar?

Ser campeão da copa do mundo
Um dia em Saturno
Pra criança que não sabe contar vai levar um tempão.

Daqui a um mês
Quando você voltar
A lua vai tá cheia
E no mesmo lugar.

Mas daqui a um mês
Quando você voltar
A lua vai tá cheia
E no mesmo lugar...

Quando você voltar
Daqui a um mês
Mas daqui a um mês
Quando você voltar
A lua vai tá cheia
E no mesmo lugar...

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

:((((((((((((((((((((((

Essa é pra você...

Estou tão triste, queria poder dar todas as minhas forças para você se recuperar logo...

Você só precisa existir para me completar..... 
não acredito que isso esta acontecendo, parece que um pesadelo.
Sua imagem em coma não sai da minha cabeça.... meu Deus, ajuda!!!!!!!
Deus, piedade de nos pecadores!


EU TE AMO, É TANTO, QUE NÃO CABE EM MIM! 

Quero ver você com saúde, quero ver você com saúde!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
As vezes temos alguns "amigos" que estão disfarçados de inimigos, mas um dia vc vai reconhecer isso. 




terça-feira, 11 de dezembro de 2012




Não consigo fingir de forte o tempo todo. 
Mas gosto de expor aqui tudo o que estou sentindo.
Meu blog será eterno. Existem pessoas que dizem ser uma nostalgia,
mas acho esse blog minha cara, colorido, alegre e sentimental.
Por tanto, quando eu não mais existir, não quero em nenhuma hipótese que ninguém apague, incluia ou modifique postagens. 
E sobre minhas postagens, faço todas de uma forma que me agrada, cada figura, texto ou vídeo, foi postado com emoção.
Não preciso de ibope, faço para me agradar, e expressar meus sentimentos pelas pessoas que caminharam em algum momento da vida comigo.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Feliz aniversário Dolly



A você meu amigo, toda a minha lealdade.
Juntos passamos momentos difíceis, juntos passamos momentos felizes.
Em momento algum nos abandonamos. Debaixo de sol e chuva, estávamos lá unidos.
Deixo toda liberdade com você, e fico feliz que venha ate a mim. 

Sei meu amigo, que por alguns dias teve que aguentar a solidão em lugar desconhecido, mudou de cidade duas vezes comigo, tivemos que dormir no chão e por várias noites e fomos dormir tristes, só eu e você. 
Meu amigo, que me falte comida, mas você nunca verá seu potinho vazio sem ração. Nosso amor fica mais forte a cada dia, você sempre esta em meus sonhos quando durmo, e quando acordo adoro receber o seu bom dia.
   Adoro desabafar com você, e por várias vezes conversamos sobre quem seria seu papai (rs). Sei que me entende, que não gosta de brigas, gosta de ambiente feliz, me quer feliz.
Com você meu amigo aprendi o que é lealdade, companhia, amizade. 
Com você aprendi que atitudes valem mais do que palavras, palavras voam com o tempo, atitudes pra sempre ficam. E não é preciso de palavras para se comunicar, apenas suas atitudes têm me ensinado a dar valor a pequenos gestos. 
 Eu te amo meu professor e amigo Dolly Nascimento Printes.

Feliz aniversário nesta data especial. 

Fico feliz por estarmos juntos até hoje, e fico triste pq dizem que os cachorros não vivem por muito tempo,  eu queria tê-lo para o resto da minha vida!

Todo amor e carinho que houver nesta vida eu vou te dar, pois pra mim você é um anjinho.

 TE AMO!!!

OBS: Espero que goste dos presentes, e como não sabe ler, vou ler em voz alta para você ;) haha








domingo, 9 de dezembro de 2012

viva a vida!

 Está difícil não incluir você mais nos meus planos. 
Mas descobri, que a vida vale muito mais do que qualquer outro motivo
A vida se faz, em momentos felizes com amigos, família, e um amor para dar e receber carinho.
Não posso culpar e xingar a outra pessoa que ocupou o meu lugar,
 não posso te culpar por ter deixado de me amar, 
não posso me culpar por ter você ter ido embora. 
Procuro entender e aceitar que a vida é assim, hoje estou amando você, amanhã, posso estar aqui sofrendo por outro. ( É O AMOOOOOOOOOOOOOR) 
A vida é bela demais para ser deixada de lado, e eu estou tão feliz, apesar da mágoa, me sinto tão viva e tão forte. 
Voltei a pegar meu violão e compor músicas, voltei a falar de amor de um modo diferente, voltei a reparar em coisas que não reparava.
Agradeço a Deus por tudo o que passei, serve como experiência e me deixa mais forte.
Não tenho medo do amanhã, quando me apaixono faço loucuras, vivo intensamente.




Eu tenho mais o que fazer,
Será que você me entende?
Quero um amor decente
Nossa paixão desmoronou
E só você não viu
Sua casa caiu

Tô grilado, encanado
Por que armou isso comigo?
Tô pirado, revoltado
Não vou ser mais seu ombro amigo

Para, para, para, tá louca
Tá tudo errado, fica longe da minha boca
Para, sua casa caiu de vez

Eu sei do seu passado
Você faz tudo errado
O amor ta acabado
Eu já to cansado
Da sua estupidez

Eu tenho mais o que fazer
Será que você me entende?
Quero um amor decente
Nossa paixão desmoronou
E só você não viu
Sua casa caiu

Tô grilado, encanado
Por que armou isso comigo?
Tô pirado, revoltado
Não vou ser mais seu ombro amigo

Para, para, para, tá louca
Tá tudo errado, fica longe da minha boca
Para, sua casa caiu de vez

Eu sei do seu passado
Você faz tudo errado
O amor ta acabado
Eu já to cansado
Da sua estupidez

Eu tenho mais o que fazer
Será que você me entende?
Quero um amor decente
Nossa paixão desmoronou
E só você não viu
Sua casa caiu

Eu tenho mais o que fazer
Será que você me entende?
Quero um amor decente
Nossa paixão desmoronou
E só você não viu
Sua casa caiu

Eu tenho mais o que fazer
Será que você me entende?
Quero um amor decente
Nossa paixão desmoronou
E só você não viu
Sua casa caiu

Eu tenho mais o que fazer
Será que você me entende?
Quero um amor decente
Nossa paixão desmoronou
E só você não viu
Sua casa caiu

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

é complicado a ignorância...



"Não tá faltando homem não. Nem mulher. Tá faltando amor ! Achar que pessoas são objetos não é normal. Ás vezes eu penso que sou a louca, por não conseguir ver as coisas por esse ângulo, mas definitivamente a louca não sou eu. Sair de noite e competir quem “pega mais”, que coisa triste. Competição de quem se entrega mais nunca vi. Trinta beijos vazios numa noite, que vitória. Ainda dizem que o amor é uma droga, que insulto. As pessoas que são uma droga. É muita inocência camuflada de malandragem viu. Será que eles acreditam de verdade que podem escolher não amar e pronto ? Quem dera. Só querem se proteger, mesmo se pra essa proteção for preciso magoar outro alguém. Tudo pra manter o comodismo de não sentir. Não percebem que é exatamente esse egoísmo, esse individualismo que faz doer. Se defendem e nem sabem de que ou porque. Quem machuca são as pessoas e seus escudos bloqueando o que não deve. Não tem que se proteger do amor não, deixa entrar. E cuida pra não sair."

AUTOR DESCONHECIDO

terça-feira, 4 de dezembro de 2012


segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Que pena o nosso amor desfez! cp




Eu quis um dia te dar, 

A luz pra iluminar
O escuro da solidão 
não deu
Lutei pra te conquistar
de tudo fiz pra mostrar
foi grande a decepção 
valeu 
Quando a saudade apertar
não vou chorar,
mas se o meu pranto rolar deixa 
quando a solidão chegar 
querendo me acompanhar 
eu não vou desanimar 
jamais vou me entregar 
eu vou cantar vou compor 
pra esquecer essa dor



Um dia eu vou encontrar minha felicidade 
Eu já perdoei as maldades que você me fez 
Adeus querida até um dia quem sabe até talvez 
Que pena o nosso amor desfez...



quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Não chore por alguém que não te merecia. Apenas sorria e

 diga "Obrigado por ter me dado a oportunidade para 

encontrar alguém melhor que você".



De repente, chega um novo alguém e muda tudo...

quarta-feira, 28 de novembro de 2012


segunda-feira, 26 de novembro de 2012


quinta-feira, 22 de novembro de 2012


Matar cachorro não evita expansão da leishmaniose, dizem especialistas


  Quem tem cachorro em casa e vive em uma área onde a leishmaniose visceral é uma ameaça já conhece a rotina. De tempos em tempos, equipes da prefeitura vêm visitar o bairro e pedem para ver os animais. Se algum apresentar sinais de doença, logo é requisitado para fazer exame. Se o resultado for positivo, a sentença é o sacrifício.
Adotada desde a década de 1950 no Brasil, a eutanásia de cães tem sido questionada pela comunidade científica pela ineficácia em conter a leishmaniose visceral, também chamada de calazar. Mas a questão é complicada: apesar de afirmarem que a medida não evita a expansão da doença, especialistas ouvidos pelo UOL dizem que também optariam pelo sacrifício caso tivessem um animal doente em casa.
A falta de eficácia da medida como política de prevenção pode ser vista a olho nu: em 1990 foram registrados 1.944 casos da doença no país, número que subiu para uma média de 3.500 a partir de 2004 e se mantém nesse patamar até hoje.
A letalidade da doença (taxa que indica a proporção de mortes por número de casos) só aumenta: passou de 3,2, em 2000, para 6,2 no ano passado, segundo dados do Ministério da Saúde. Isso significa que, a cada 100 pessoas infectadas, 6,2 devem morrer.
Para o médico e pesquisador Carlos Henrique Costa, presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical e professor da Universidade do Federal do Piauí, o Brasil é um dos poucos países que ainda adota o sacrifício de cães em larga escala como forma de controlar a leishmaniose visceral.

Revisão ignorada

Em um trabalho publicado na Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, Costa conta que uma revisão de estudos feita pela OMS - que atestava a ineficiência da eutanásia de cães - foi apresentada em um encontro em setembro de 2009, no qual estiveram presentes autoridades brasileiras.

“O sacrifício de cães parece ser a intervenção menos aceitável em nível comunitário, por razões óbvias, e tem baixa eficácia devido ao alto índice de reposição dos animais e outros obstáculos culturais”, concluía o texto. É o que acontece na prática: depois que perde o cachorro para a doença, o proprietário logo adquire outro. E, como o vetor continua na região, o novo animal é rapidamente infectado.

Cerca de 10 dias após o encontro, o Ministério da Saúde consultou um fórum de experts e decidiu reafirmar a política de sacrificar cães infectados. O relatório ignora completamente a revisão da OMS e reitera a importância de se eliminar os cães para controlar a enfermidade.

Segundo Costa, o Brasil “escolheu” usar como referência bibliográfica os estudos favoráveis à eutanásia de cães. Para dar uma ideia de como os dados podem ser enviesados, ele cita o exemplo da China, que praticamente conseguiu extinguir a leishmaniose visceral quando começou o regime comunista. A epidemia, na época, parecia incontrolável e os chineses decidiram atacar com uso extensivo de DDT, tratamento de humanos doentes e sacrifício de cães.

De acordo com o médico, a impressão geral foi de que a morte de animais teve impacto positivo na China, mas na verdade não houve uma análise do efeito da medida de forma isolada.

“A Organização Mundial da Saúde (OMS) fez uma revisão sistemática de estudos e a conclusão é que não existem evidências de que matar cachorro controla o calazar”, diz (veja quadro ao lado). “E o Código Sanitário Internacional diz que não se pode adotar uma política pública sem que haja comprovação científica”, alfineta.
Costa alerta que, além de ineficaz, matar os animais pode ter até efeito contrário ao que se espera. Isso porque, durante o rastreamento para eutanásia de cães infectados, muitas vezes são sacrificados também animais que têm o parasita, mas não desenvolvem sintomas. Mortos, eles deixam de se reproduzir e gerar indivíduos resistentes à doença. A longo prazo, sobram apenas cães sensíveis, o que poderia agravar ainda mais o cenário.
Por último, é preciso considerar que, embora seja o principal reservatório, o cão não é o único. Animais silvestres, como a raposa e o cachorro-do-mato, também transmitem a doença. Pesquisas também já encontraram o agente da leishmaniose visceral em gatos, embora se acredite que os felinos sejam mais resistentes ao protozoário.
Tratamento vetado
Muitos proprietários de cães e veterinários são contrários à eutanásia compulsória e procuram tratar os animais diagnosticados com a doença. Os recursos, no entanto, são limitados. A Portaria  nº 1.426, de 2008, publicada pelos ministérios da Saúde e da Agricultura, proíbe o uso de medicamentos contra a leishmaniose visceral de uso humano, ou seja, os mais eficientes.
A veterinária Fernanda Kerr, que atua na ONG Arca Brasil, de proteção a animais, conta que há tratamentos alternativos que trazem resultados bastante positivos quando o cão é jovem e a doença é descoberta cedo. “A eutanásia deve ser uma decisão do proprietário e do veterinário, mas é tirado deles o direito de decidir”, lamenta.
Ela acrescenta, também, que o teste de diagnóstico usado no rastreamento é impreciso e pode gerar falsos positivos. “O único exame definitivo é a punção da medula ou de outros órgãos, o que é inviável para o sistema público”, explica. Há, inclusive, um estudo publicado nos Cadernos de Saúde Pública, em 2004, que analisou rastreamentos realizados em Minas Gerais de 1993 a 1997 -  dentre 15.117 testes identificados como positivos, 12.925 eram falsos positivos.
Kerr defende que o dinheiro gasto para fazer exames e sacrificar animais poderia ser investido em prevenção. “Há diversos produtos disponíveis no mercado, como coleiras e repelentes, e para todos os bolsos”, comenta. Uma campanha lançada pela ONG também alerta para outras medidas para evitar que o cão seja picado, como mantê-lo dentro de casa entre 18h e 6h.
A veterinária também afirma que existe uma vacina contra a leishmaniose canina que diminui a chance de infecção e também é usada para controlar os sintomas. Ela só está disponível em clínicas particulares e cada dose custa de R$ 80 a R$ 120 (são necessárias três).
Costa e outros especialistas ouvidos pelo UOL, no entanto, avisam que faltam estudos com mais indivíduos para garantir a eficácia da vacina. O próprio Ministério da Saúde é contra o uso dos produtos, ainda que um deles tenha obtido aprovação do Ministério da Agricultura.
Autorização judicial
Casos recorrentes de proprietários que conseguem resultados positivos com medicamentos de segunda linha têm feito com que muita gente recorra à Justiça e consiga autorização para tratar o animal. O advogado e veterinário André Fonseca, de Campo Grande (MS), tem vários clientes que conseguiram.

Finais diferentes para quem teve o cão diagnosticado com a doença

  • Antonio da Silva, de Belo Horizonte (MG), conta que não precisou entrar na Justiça para tratar seu cachorro, um maltês chamado Luan (na foto), diagnosticado com leishmaniose visceral. “Aqui não são tão severos”, comenta.

    Luan está assintomático há cinco anos, graças a um medicamento veterinário de uso diário, o alopurinol. O maltês usa coleira com repelente e até já cruzou nesse período. “No ano passado, eu até deixei o pessoal da prefeitura fazer o exame nele e deu negativo para a doença”, comemora.

    Já a enfermeira Simone Ferreira, de Araçatuba (SP), perdeu dois animais de estimação por causa da leishmaniose visceral. A primeira, Pretinha, foi diagnosticada pela equipe da prefeitura em 2005. A proprietária chegou a fazer a contraprova em uma clínica particular, que confirmou a doença.

    Dois anos depois, outro cachorro de Simone pegou a doença. “As unhas cresceram, ele emagreceu e não conseguia se alimentar direito”, descreve, com tristeza. “Não gosto nem de lembrar.” Por saber que o tratamento não tem garantia de sucesso, ela deixou o animal ser recolhido para eutanásia. “Tem uma escola na frente de casa e crianças na vizinhança – por mais que a gente ame o cachorro, tem que pensar em tudo isso.”

Na capital, que apresenta altos índices de infecção, muitos proprietários tomam atitudes extremas para não perder o bicho de estimação.
Fonseca já ouviu casos, por exemplo, de gente que  tenta comprar remédios de uso humano por contrabando, da Europa (lá o tratamento dos cães com leishmaniose é permitido). E de proprietários que mandam o cachorro doente para uma cidade com menos vigilância.
Dilema difícil
À primeira vista, tantos argumentos contrários ao sacrifício de cães – inclusive referendados pela Justiça – levam à impressão de que o Ministério da Saúde é um vilão que não gosta de animais. Mas a questão não é tão simples.
O biólogo Paulo Ribolla, professor da Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Botucatu, atesta que a eutanásia de cães é uma medida falha para evitar a expansão da doença, como indicam os estudos. “Mas se meu cão estiver infectado, não vou querer que ele conviva com os meus filhos”. Seu animal de estimação, por sinal, usa coleira com repelente.
O parasitologista Reginaldo Brazil, do Instituto Oswaldo Cruz, no Rio, é da mesma opinião. Como pesquisador que inclusive já teve a doença, entende que a eutanásia de cães não funciona como política de prevenção. Mas admite, também, que se tivesse um animal com a doença em casa optaria pelo sacrifício.
Ambos os especialistas explicam que o animal doente, quando recebe tratamento, pode até ficar livre de sintomas, mas não se livra completamente do parasita. Por isso, existe a risco de, mesmo tratado, o cão infectar o vetor e alimentar o ciclo de transmissão da doença.
Um crítico mais irônico pode alegar que tratar humanos, portanto, também não faria sentido. “Aparentemente o ser humano não é um bom reservatório”, responde Brazil. Embora pesquisas indiquem que pessoas doentes possam contaminar o mosquito, um ser humano tratado não teria esse potencial.
Qual a saída, então?
Os estudos mostram que a leishmaniose visceral é uma doença difícil de ser combatida. Para piorar, o parasita e o vetor têm características diferentes em outros países que sofrem com a enfermidade  – o que funciona em outro continente pode não valer para o Brasil. Mas os pesquisadores concordam que, em vez de eliminar o reservatório (o cão), o combate ao vetor e as pesquisas com vacinas deveriam ser prioridade.
A reportagem do UOL pediu para conversar com um representante do Ministério da Saúde sobre as críticas à política de eutanásia de cães. A assessoria de imprensa informou que não havia ninguém da área técnica disponível para dar entrevista e limitou-se a enviar informações por e-mail.
A pasta argumenta que a eutanásia é uma forma de controle recomendada em diversos documentos da OMS. E reitera que o tratamento dos cães não combate a transmissão da doença e gera o risco de resistência do parasita aos medicamentos.
Há um estudo feito no Irã que demonstrou a eficácia do uso de coleiras repelentes – medida que foi mencionada pelos especialistas. O Ministério da Saúde informou que está financiando um estudo para avaliar o impacto dessa ferramenta no controle da doença em municípios com transmissão intensa. De qualquer forma, o produto apenas afasta o vetor, não acaba com ele.
Destinação correta do lixo e limpeza de terrenos baldios são outras medidas importantes que evitariam a doença, como aponta o professor da Unesp.
Mas, assim como ocorre com a dengue, o ministério enfatiza medidas que devem ser tomadas pela população: “É fundamental a limpeza de quintais através da retirada de matéria orgânica (folhas, troncos, restos de vegetação), lixo, limpeza periódica dos abrigos de animais domésticos e, se possível, manter os abrigos afastados da casa. Recomenda-se, também, como forma de impedir que o vetor se instale no intradomicílio, o uso de telas de malha fina em janelas e portas”.

fonte: http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2012/11/22/matar-cachorro-nao-evita-expansao-da-leishmaniose-dizem-especialistas.htm