"Se nada nos salva da morte, que o amor nos salve da vida."

sábado, 7 de novembro de 2015

O amor da sua vida está indo embora

"E não é só ir embora para encontrar outra boca para beijar. Pode estar indo embora não só da sua vida, como desse mundo. O amor da sua vida pode morrer; deixar de ser vida nesse mundo com tão pouco amor em vida. Apesar que né, você nem tem certeza se era amor mesmo. Vai ver era só carinho. Vai ver era só alguém legal.
Só que está tão difícil encontrar alguém legal, imagina o amor da sua vida? Vai ver esse seria o melhor amor da sua vida por um minuto; um mês. Provavelmente outras histórias renderiam mais lembranças, mas nunca uma igual. Você pode estar abrindo mão quando na verdade poderia estar abrindo o coração. E agora em silêncio lembra que o amor da sua vida pode estar indo embora. Esse amor em questão é aquele que faz bem com o som da risada. O amor da sua vida não está no seu passado, está na sua covardia pelo futuro.
Todo amor é o amor da nossa vida até que um novo amor seja o amor da nossa vida. Felizes são os que amam muitas vezes. “Eu acho que amor mesmo é só uma vez na vida” – talvez quando morrer você poderá chegar essa conclusão, do contrário, não existe amor que um novo amor não possa renovar. E quando falo em renovar é sobre o nosso próprio amor, sobre a vontade que nos volta de que sim: podemos amar de novo e de novo e de novo.
O amor da sua vida que pode estar indo embora pode nem ser aquele que sua família conheceu, mas é o amor que tentava te conhecer como nem a sua família conhece. Pode nem ser o amor de voz fininha no diminutivo, amor pra chorar junto enrolados num edredom de domingo. Pelo menos não ainda. A não ser que faça alguma coisa. Agora. Uma das coisas que mais buscamos no mundo é alguém pra dizer que se ama. Uma das coisas que menos fazemos nesse mundo é valorizar alguém que diz o quanto nos ama.
Mas olha lá, é o amor da sua vida ali indo embora. Você não teve paciência pra conversar e se colocar no lugar. Então, resolvido ficou. Você sabe o quanto é difícil conviver com você? Chegou a perceber que esse amor que está indo embora ali tentou te ajudar? Você consegue enxergar seus defeitos e as coisas em que poderia melhorar? Se deu conta que sozinho você nunca vai conseguir sair do lugar? Passou pela sua cabeça o fato de que por mais que se sinta a mais preparada das pessoas, há sempre alguém que possa te melhorar? E que esse alguém poderia ser esse amor da sua vida?
O amor da sua vida pode estar indo embora. E o pior é saber que você não está fazendo nada pra isso. O pior é te ver querendo alguém pra acompanhar sua risada com a TV. O pior é te ver falando com as paredes por falta de companhia. O pior é te ver postando coisas na internet para aparentar uma coisa que não vive. Só que você está deixando o amor da sua vida ir embora. Ainda não se tocou que ele pode nunca mais voltar? Sério que quer entrar na estatística de mais uma pessoa que só sentirá falta quando perder? Sério que prefere ter que valorizar depois de não ter mais? De não ter nunca mais? O amor da sua vida pode estar indo embora. Você não gosta muito de dar chances, eu sei.
E com você o negócio é “preto no branco”, eu sei. E mais: ou você sente uma coisa forte de cara ou não faz questão de esperar mais dias, eu sei. O problema é que isso é algo que só você sabe. O amor da sua vida não. O amor da sua vida precisa te conhecer direito. Você precisa deixá-lo te conhecer. A fase que é a mais gostosa de viver é a mais difícil de lidar. O momento em que se constrói algo juntos é tão frágil pra desabar.
Faça alguma coisa agora. Presta atenção que o amor da sua vida pode estar indo embora. A sua vida é o hoje, esta semana, este mês, este ano. Portanto, hoje, você está deixando o amor da sua vida ir embora. Amanhã pode aparecer outro, ou não, amanhã pode ser você quem estará indo embora. E o que você vai fazer no hoje? Esperar o amanhã? Sabe, é tão difícil confiar em alguém. Tem segredos que a gente não precisa contar, mas tem outros que aparece alguém que nos dá vontade de compartilhar. E isso é bom. Uma vida derramada na outra é algo tão bonito de se viver quanto o sol do primeiro dia de primavera. Tão mais felizes são aqueles que tentam. Tão mais bonita é a tentativa do que a realização.
Faça alguma coisa agora. Hoje, agora, lá se vai o amor da sua vida; sua vida, essa aí feita de “agoras”. Mas se você achar tudo exagero demais, troque “amor da sua vida” por “alguém que seria quem se esforçaria pra te ver feliz de um jeito que ninguém nunca fez, nem que seja por um dia”. Melhor assim? Bem, esse alguém está indo embora. Talvez seja exagero mesmo chamar esse alguém de amor da sua vida. Só que antes da gente ter alguém pra chamar de amor da nossa vida, a gente tem que ter alguém na nossa vida.
                                                              
Márcio Rodrigues