"Se nada nos salva da morte, que o amor nos salve da vida."

quinta-feira, 23 de agosto de 2012


   Parece que me vê como um objeto, como uma boneca daquelas que fazem xixi, e ate come papinha. 
Posso ficar falando por horas, que não serei compreendida por você. É normal, foi sempre assim.
Alem do fato de não ser compreendia, existe outro fator que me incomoda muito: O FATO DE SER MAL INTERPRETADA. 
   Sempre quando falo, brigamos...... aprendi a guardar meus pensamentos dentro de mim, a última coisa que quero é brigar com a pessoa que amo, a quem eu chamo de família.
   Uma vez aprendi um dilema sobre a vida: O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você.
      
 
Gosto muito desta frase e eu levo ela pra todos os sentidos. 
 As vezes não é necessário ficar implorando a pessoa amada para ela fazer alguma coisa. Quero te dizer que sera muito mais prazeroso quando ela fizer isso no tempo dela, pq no fundo, a intenção dessa boneca é agradar você também. Pra que pânico/briga/gritos/ameaças? Respeitar o tempo do outro é fundamental.
 As pessoas não são objetos, nosso relacionamento não gira só em torno de sentimentos e vontades.
 Não sei se estou conseguindo transmitir esta mensagem, mas a boneca também tem seus momentos tristes.. aquele momento que ela não quer dizer que esta triste, ela só quer ouvir sua voz, quer conversar, ouvir coisas bonitas. Mas tudo sempre depende, depende, se esta estável. 
 Quero lhe dizer indiretamente que muitas das vezes vc esta pronta para fazer ameaças, reclamações.
 Pode ate ser que esta certa em suas reclamações, mas ai entra o dilema das borboletas. Espere, um relacionamento não vive só de cobranças. É claro que vc quer que a boneca seja fiel, e eu digo que a boneca é fiel! Mas são tantas as emoções, é grande o medo que tem de perder essa boneca que as vezes vc a machuca e sei que esta não é sua real intenção.