"Se nada nos salva da morte, que o amor nos salve da vida."

sábado, 3 de novembro de 2012

Amor é para sentir e não para entender


Não sei porque te quero assim
Você de mim faz o que quer
Às vezes juro que é a fim
E outras que não é

Já tentei por vezes te esquecer
E outra boca quis beijar
Eu te evito
Mas quero te ver
Dá raiva de te amar

Não, eu não posso mais ficar assim
Esperando a sua crise ter um fim
Rezando pra você voltar atrás
Falta coragem pra dizer que nunca mais

(Sou o culpado) Estou amarrado em suas mãos
(Mas dá saudade) Quando o teu corpo toca o meu
(Como eu queria) O fim das crises do teu coração
(Quem sabe um dia) A sua vontade seja eu

(Sou o culpado) Me dei todo e você desfaz
(Mas dá saudade) Minha recompensa é você
(Como eu queria) Concordar com tudo que me faz
(Quem sabe um dia) Eu até consiga te esquecer
Amor é pra sentir, não pra entender