"Se nada nos salva da morte, que o amor nos salve da vida."

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

ATM


Dor no ouvido, ou otalgia, é uma queixa que sempre escuto de pacientes que me chegam encaminhados por um otorrinolaringologista que, por vezes, se torna desconcertante tanto para o paciente, quanto para o médico, por não apresentar uma causa aparente e não responder à maioria dos remédios usados no controle da dor.  Mas o que explica a otalgia?
Bom, obviamente, a primeira coisa a fazer é, de fato,  procurar um otorrinolaringologista para descartar possíveis causas otopatológicas como as infecções do ouvido médio que, aliás, são muito frequentes em crianças e mesmo outras possíveis doenças do aparelho auditivo.
Feito isso, pode-se começar a suspeitar de uma disfunção da ATM que poderá ser confirmada em um exame clínico onde se possa identificar a presença de outros sinais da disfunção, como dor à palpação de músculos mastigatórios, dificuldade de mastigar, ou mesmo, a presença de estalos articulares ao abrir ou fechar a boca.
Esses sinais indicam que algo não se encontra em perfeito funcionamento na ATM (articulação têmporomandibular), de modo que os músculos acessórios da mastigação podem estar alterados. Em particular, a inflamação dos músculos esternocleidomastoideo (que pode até ter outras causas que não relacionada à ATM), pterigoideos ou mesmo dos temporais, podem produzir uma condição conhecida comodor reflexa, ou seja, uma espécie de dor à distância que, neste caso, pode ser sentida como uma dor de ouvido.
Quando isso ocorre, o problema na ATM precisará ser investigado e tratado para que se possa ter uma melhora do quadro, pois qualquer medida que atue somente no local da dor, estará atuando apenas na consequência e não na causa.
Outras sensações que podem acompanhar a dor de ouvido são: coceira no ouvido, plenitude auditiva e pequenos estalidos relacionados às mudanças de pressão do ouvido médio.
Portanto se você possuir esses sintomas e notar também algum outro relacionado à ATM, peça a seu otorrino para lhe indicar um dentista que trabalhe com patologia da ATM.
Marcelo Matos